Deana Barroqueiro

Deana Barroqueiro nasceu nos Estados Unidos da América, em 1945, e emigrou para Portugal aos dois anos de idade. Licenciou-se em Filologia Românica, na Faculdade de Letras de Lisboa, a que se seguiu uma longa carreira de professora de Língua e Literatura Portuguesa e Francesa, e muitos projetos de Teatro e de Escrita Criativa, com várias obras publicadas. Dotada de uma invulgar capacidade de comunicação, tem um longo currículo de palestras em escolas, universidades, bibliotecas e outros espaços culturais, sobre História e Cultura Portuguesa do Século XV ao XVII, que estuda há três décadas. Em novembro de 2003, nos Estados Unidos da América, a escritora recebeu um louvor pela Câmara de Newark, em reconhecimento do seu contributo para a divulgação e promoção da língua e cultura portuguesas entre as comunidades de emigrantes da América, Canadá e Europa. Enquanto escritora, publicou as seguintes obras: uma coleção de sete romances de viagens e aventuras, Cruzeiro do Sul; os Contos Eróticos do Velho Testamento e os Novos Contos Eróticos do Velho Testamento, o primeiro volume traduzido e editado em Espanha, Itália e Brasil; uma trilogia de romances que abarca toda a Expansão Portuguesa dos séculos XV e XVI, O Navegador da Passagem — Bartolomeu Dias, O Espião de D. João II — Pêro da Covilhã e O Corsário dos Sete Mares — Fernão Mendes Pinto. D. Sebastião e o Vidente recebeu o Prémio Máxima de Literatura 2007 — Prémio Especial do Júri, antecedendo na temática o romance 1640, sobre a Restauração da Monarquia Portuguesa, publicado em Novembro de 2017, pela Casa das Letras/LeYa. O romance O Corsário dos Sete Mares — Fernão Mendes Pinto foi parcialmente adaptado, por João Botelho, no filme Peregrinação (2017), que foi nomeado para o prémio Sophia da Melhor Adaptação de Obra Literária.