Marta Bernardes

Marta Bernardes nasceu, contrariando as possibilidades de nascer outra, em 1983 no Porto, em Portugal. Foi sempre boa aluna, mas não tem grande orgulho nisso. Ainda assim licenciou-se em Pintura. Editou: Arquivo de nuvens (Cadernos do Campo Alegre, 2007), Ulises (na coleção «Rato da Europa», Pé de Mosca, 2013), Claviculária (Douda Correria, 2014), A inocência das facas (Tcharan editora, 2015), Achamento, com Catarina Nunes de Almeida (do lado esquerdo editora, 2015), Barafunda, com Afonso Cruz (Caminho, 2015), Ícaro (Mariposa Azual, 2016) Faz desenhos, faz versos, faz barulho, faz teatro, faz canções, faz fitas, faz asneiras, faz amigos. Mas mais do que fazer coisas acontecer, acontecem-lhe coisas.