Justa Nobre

Nascida no coração de Trás-os-Montes, Justa Nobre transportou a alma e o sabor da cozinha tradicional portuguesa para a capital. Cedo se tornou chefe de cozinha e não demorou a inaugurar o seu próprio espaço, o famoso Nobre, da Ajuda, que desde então, há mais de 30 anos, se tornou uma referência da gastronomia portuguesa. Passando por diferentes lugares, Justa Nobre chefia atualmente as cozinhas dos seus restaurantes O Nobre, no Campo Pequeno, e o À Justa, na Ajuda, espaços de clientes fiéis, onde se pode experimentar os sabores mais genuínos da cozinha tradicional e regional com a irreverência de uma cozinheira nobre. Na sua ementa contam-se alguns dos pratos mais famosos de Lisboa, como a Sopa de Santola. Conhecida por reinventar a boa cozinha portuguesa, Justa Nobre sempre teve a preocupação de utilizar produtos novos e de qualidade na confeção das suas receitas. Procura todos os dias ser fiel às suas raízes, através dessa humildade natural, e mostrar o quanto somos bons em Portugal a nível da gastronomia. É também imagem de algumas marcas conhecidas, como o Bitoque no Ponto. Justa Nobre é ainda Embaixadora da Aletria Milaneza, Embaixadora do Butelo e das Casulas, Embaixadora do Portugal Sou Eu, Confrade dos Enófilos e Gastrónomos de Trás-os-Montes, da Cerveja Sagres, do Leitão da Bairrada, pertence ao Movimento das Mulheres de Vermelho e colabora com várias Instituições. Tem a medalha de honra da AHRESP, o prémio Carreira na Ordem de Santa Maria de Ossónoba, organizada pela Confraria dos Gastrónomos do Algarve. É parceira de algumas marcas de renome. Foi júri do primeiro Masterchef Português, participa pontualmente em programas de televisão e dá algumas entrevistas para revistas e jornais. Presta ainda serviços de consultoria gastronómica.