Valério Romão

Nasce em França, nos idos de 1974. Aos dez anos muda-se para Portugal, onde continua os estudos que desembocarão em Filosofia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas de Lisboa. Para além de tech geek e de eterno aprendiz de dançarino, tem publicado contos (revistas Granta, Magma, Construções Portuárias), escrito peças de teatro (Posse, Teatro da Trindade ou A Mala, CCB/Box Nova, por exemplo) e assinado traduções de Samuel Beckett ou Virginia Woolf (para a editora Aguasfurtadas), cujo universo revisitou também em instalações. É o autor, celebrado como revelação, de Autismo e O da Joana, os dois primeiros volumes da trilogia Paternidades Falhadas, isto além do volume de contos Da Família (todos na editora abysmo). Considera-se curioso e teimoso em doses equivalentes e suficientes para aprender as técnicas necessárias para erguer ou remodelar uma casa.