Rui Cardoso Martins

Rui Cardoso Martins (Portalegre, 1967) é autor dos romances E Se Eu Gostasse Muito de Morrer (2006), Deixem Passar o Homem Invisível (2009, Grande Prémio de Romance e Novela APE), Se Fosse Fácil Era para os Outros (2012) e O Osso da Borboleta (2014). Tem livros traduzidos em inglês, espanhol e húngaro. Publicou contos em várias revistas nacionais e internacionais. É argumentista de cinema. Foi cofundador das Produções Fictícias, autor do programa Contra-Informação e de várias séries dramáticas e de comédia. É jornalista e cronista do Público desde a sua criação. A crónica Levante-se o Réu, que manteve durante quase 20 anos e pela qual recebeu dois Prémios Gazeta de Jornalismo, acaba de chegar ao formato livro, com a chancela Tinta-da-china.